sexta-feira, 19 de junho de 2009

A valorização do potencial humano

Vivemos em uma sociedade crítica. O que salta aos olhos é sempre o que faltou fazer, o que não foi bem feito, o que está feio, as falhas de cada um, e assim por diante... Ainda acreditamos que é ressaltando os erros que faremos com que o outro se corrija, é sempre a incompetência que é levada em consideração.

Nos relacionamentos também funciona assim. Reclamamos dos defeitos do companheiro (a), dos filhos, empregados, etc. Mas como é que alguém poderá realmente se aperfeiçoar se os únicos traços ressaltados são suas falhas? A reclamação acaba recriando e batendo nas resistências internas, conscientes ou não, criando sempre mais resistência.

Já devíamos ter aprendido que este método é ineficaz, mas como qualquer mudança demanda no esforço da transformação, acabamos ficando com o modelo velho e inadequado. Este padrão gera uma profunda insatisfação nas relações humanas, pensamos em como seria bom se nosso parceiro fosse organizado, ou mais gentil, ou romântico, ou prestativo, ou seja lá o que for que desejamos. Por outro lado nosso parceiro pensa em como seria bom se nós fossemos mais assim ou assado... Mas continuamos a insistir em tudo que vemos de errado!

Vamos tentar mudar de modelo? Observe que tudo que desejamos no outro já existe em potencial, embora timidamente. Puxe pela memória, e você se lembrará de algumas vezes em que ele foi organizado, mais gentil, romântico, prestativo ou seja lá o que for. Mas quando ele fez este feito (de certo com grande esforço de transformação), encontrou o outro lado apático, indiferente, insensível... E lá se foi o pequeno gesto para o buraco...

Mas se pudermos ver o outro em sua essência, que é sempre tudo de bom, e considerarmos que há no outro este enorme potencial para a plenitude e a virtude; e começarmos a agir (veja bem: agir e não mais reagir!) através desta nova visão, estaremos dando ao outro a chance de mudar!

De forma prática isto significa valorizar o que o outro tem de bom. Reparar naquele detalhe que o outro tem de belo, olhar rosto no rosto, com interesse. E ser capaz de elogiar todos os acertos, todos os pequenos gestos. Interessar-se por nosso parceiro (a) verdadeiramente, assuntar, saber de seus temores, de seus sonhos, de seus planos.

Não há como ser indiferente ao ser valorizado, ao ser elogiado, ao se receber o interesse genuíno de alguém! É o que merecemos, o que todos merecem.

Olhe-se também com novos olhos. Considere a sua beleza e perfeição imanente, todo o potencial que há em você de se tornar uma pessoa melhor. Consideramos demais nossas limitações, e já é hora de parar com isso. Ao invés de agir como a criancinha que nunca viu o mar de verdade, ou que nunca tomou sorvete (metáforas para nossas frustrações), perceba que o potencial já está em você, aja como quem já comprou a passagem para ver o mar e está prestes a embarcar, ou como quem está se aprontando para sair e tomar o mais gostoso sorvete!

O futuro já existe hoje em forma de semente, como energia potencial. Basta que detonemos esta energia, que saiamos da energia estática em que vivemos até aqui, e sejamos capazes de realizar o futuro agora.

Somos responsáveis totalmente pela realidade que está a nossa volta, somos cocriadores desta realidade, e cabe a nós transformá-la, transformando nossas limitações em potencial para a plenitude, e ajudando a transformar nossos relacionamentos e o mundo!

Não espere para amanhã, reflita e comece já! O futuro já está aqui, não há mais tempo a perder.

Ana Liliam

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Conspiração espiritual


Na superfície da terra exatamente agora há guerra e violência e tudo parece negro. Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está acontecendo e certas pessoas estão sendo chamadas por uma luz mais elevada.
Uma revolução silenciosa está se instalando de dentro para fora. De baixo para cima. É uma operação global. Uma conspiração espiritual. Há células dessa operação em cada nação do planeta.
Vocês não vão nos assistir na TV. Nem ler sobre nós nos jornais. Nem ouvir nossas palavras nos rádios. Não buscamos a glória. Não usamos uniformes. Nós chegamos em diversas formas e tamanhos diferentes. Temos costumes e cores diferentes. A maioria trabalha anonimamente.
Silenciosamente trabalhamos fora de cena. Em cada cultura do mundo. Nas grandes e pequenas cidades, em suas montanhas e vales. Nas fazendas, vilas, tribos e ilhas remotas. Você talvez cruze conosco nas ruas. E nem perceba...
Seguimos disfarçados. Ficamos atrás da cena. E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado, e sim, que se realize o trabalho.
De vez enquanto nos encontramos pelas ruas. Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos nosso caminho. Durante o dia muitos se disfarçam em seus empregos normais. Mas à noite, por atrás de nossas aparências, o verdadeiro trabalho se inicia.
Alguns nos chamam do Exército da Consciência. Lentamente estamos construindo um novo mundo. Com o poder de nossos corações e mentes. Seguimos com alegria e paixão. Nossas ordens nos chegam da Inteligência Espiritual e Central. Estamos jogando bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas,abraços, musicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e preces, danças, ativismo social, sites, blogs, atos de bondade...
Expressamo-nos de uma forma única e pessoal. Com nossos talentos e dons. Sendo a mudança que queremos ver no mundo. Essa é a força que move nossos corações. Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação. Sabemos que no silêncio e humildade temos o poder de todos os oceanos juntos. Nosso trabalho é lento e meticuloso. Como na formação das montanhas.
O amor será a religião do século 21. Sem pré-requisitos de grau de educação. Sem requisitar um conhecimento excepcional para sua compreensão. Porque nasce da inteligência do coração. Escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano. Seja a mudança que quer ver acontecer no mundo.
Ninguém pode fazer esse trabalho por você. Nós estamos recrutando. Talvez você se junte a nós. Ou talvez já tenha se unido. Todos são bem-vindos.
A porta está aberta.
enviado por Liane

terça-feira, 9 de junho de 2009

Verdadeira grandeza de quem somos


Uma vez que você se comprometa a desenvolver consciência da sua natureza Buda, inevitavelmente vai começar a ver diferenças na experiência do dia-a-dia. Coisas que geralmente te causam problemas aos poucos perdem o poder de te perturbar. Você se tornará intuitivamente mais sábio, mais tranquilo e com o coração mais aberto. Você começará a reconhecer obstáculos como oportunidades para mais crescimento. E assim que sua ideia iludida de possuir limitações e vulnerabilidades gradualmente for se apagando, descobrirá nas profundezas de si a verdadeira grandeza de quem e o que você é.

O melhor de tudo é que, assim que você começa a ver seu próprio potencial, você também começará a reconhecê-lo em todos a sua volta. Natureza Buda não é uma qualidade especial disponível para uns poucos privilegiados. O verdadeiro marco de reconhecer sua natureza Buda é compreender quão comum ela na verdade é - a habilidade de ver que toda criatura viva compartilha isso, embora nem todos reconheçam-na em si.

Então, ao invés de fechar seu coração às pessoas que gritam com você ou agem de alguma outra maneira prejudicial, você percebe que está se tornando mais aberto. Você reconhece que eles não são imbecis, mas pessoas que, como você, querem ser felizes e ter paz. Estão apenas agindo como imbecis porque não reconheceram sua verdadeira natureza e estão dominados por sentimentos de vulnerabilidade e medo.

do livro de Yongey Mingyur Rinpoche "Joyful Wisdom"
enviado por Ulisses

sábado, 6 de junho de 2009

Milagres


Um milagre é natural. Os milagres estão ocorrendo a cada dia, por todo o planeta. A maior parte deles é reconhecida ao prestarmos atenção às forças sutis da energia Divina. Uma pessoa atrai energeticamente estas forças benéficas através de sua consciência. Os elementos chave incluem uma habilidade em ser receptivo, observador, permissivo, e estar em prontidão. A habilidade em gerar o amor incondicional em direção ao eu e outros - incluindo pessoas "difíceis" - é um componente vital. Quanto mais uma pessoa puder honrar estas habilidades, mais elas criarão naturalmente um estado milagroso da mente. Este estado da consciência, criado no ser interior de uma pessoa, é a semente através da qual os milagres podem se manifestar no mundo físico.

Manifestações de Milagres

As manifestações de milagres têm um número ilimitado de expressões. Freqüentemente se requer meios para reconhecer uma manifestação, e para compreender que realmente é um milagre. Cada pessoa responderá de seu próprio modo particular, refletindo os seus sistemas de crenças e condicionamento particulares. O que uma pessoa define como um milagre pode ser visto por alguém mais como algo comum ou até indesejável.

Em um sentido muito amplo, uma pessoa pode ver os milagres no corpo humano e a transformação de uma lagarta em uma borboleta. Outra pessoa pode ver a forma humana como deficiente e as lagartas como uma peste da agricultura.

Os grandes Mestres que viveram na Terra em tempos antigos poderiam reconhecer os milagres em situações comuns, na natureza, e nas ocorrências simples freqüentemente negligenciadas diariamente pelas pessoas. Eles conheciam a importância de se permanecer conectado com a sabedoria da essência, e de evitar o medo. Estar no medo fecha a porta para experienciar plenamente os milagres.

Os milagres não têm que ser dramáticos para que sejam considerados milagres. As histórias do passado da humanidade, lembradas como milagres, tendem a ser dramáticas. Provavelmente elas pareciam dramáticas no momento em que elas ocorriam, mas isto não as torna mais importantes do que outros tipos de milagres. Tenham em mente, também, que os escribas que registraram as histórias, freqüentemente acrescentaram, sem propósito deliberado, sua própria interpretação e drama adicional. A cada vez que a história era contada, especialmente se traduzida em um idioma diferente, havia a possibilidade de até uma maior distorção. Os historiadores que ridicularizam os milagres, freqüentemente vêem somente as distorções. É um modo conveniente de alegar que os milagres são uma fantasia ou simplesmente impossíveis.

Registro para Acessar os Milagres

O que se segue são algumas diretrizes para se acessar mais os milagres. Tê-las em mente regularmente, ajudará a experienciar mais milagres, e a reconhecer mais facilmente os milagres que de outro modo poderiam ter escapado a sua atenção. Enquanto vocês lêem esta lista, convidem a sua razão, orientada intuitivamente, a esclarecê-los agora quanto às áreas de relevância particular. Mais tarde, quando vocês retornarem à lista para uma verificação quanto ao seu progresso, peçam novamente o esclarecimento. Isto os ajudará a clarificar o seu foco e notar mudanças positivas em sua consciência.

1 - Coloquem a sua intenção para fazer o trabalho interior necessário para aumentar continuamente a sua expressão de amor. Quanto mais vocês puderem desenvolver o amor para si próprio e, a partir deste amor, expressar o amor no mundo, mais elevada será a sua vibração. Sua consciência amorosa será um ímã para milagres de todos os tipos!

2 - Tornem-se destemidos. À proporção que vocês sentem medo e expressam o medo, os milagres não serão plenamente experienciados. Estejam dispostos a entrar em contato com os seus medos, e a ir à raiz do que os mantêm em determinado lugar. Quando vocês curarem os padrões baseados no medo, vocês se tornarão menos temerosos e mais livres. Reconheçam que todos, incluindo vocês, são condicionados pelo medo. Ele freqüentemente vem a sua consciência quando vocês precisam mudar um padrão. Aprendam a trabalhar com ele inteligentemente. Descubram como transformá-lo em uma energia que os ajude a progredir espiritualmente.

3 - Aprendam a operar mais a partir do seu coração e do cérebro direito intuitivo. Os milagres não se originam do seu cérebro lógico esquerdo. Vocês os atraem quando residem na totalidade, utilizando todos os aspectos do seu ser. Substituam a sua abordagem analítica com uma que seja curiosa e esteja aberta aos mistérios do ser. Estejam dispostos a deixar ir a idéia de que vocês têm todas as respostas. Sejam receptivos, utilizando os seus companheiros humanos para os ensinamentos que eles fornecem, e permitindo que o Divino lhes mostre os milagres em cada momento.

4 - Ouçam mais. Se vocês não podem ficar tranqüilos e ouvir, vocês perderão muitos dos milagres da vida. Ouvir é uma habilidade desenvolvida com o tempo e com prática. Falta à maior parte das pessoas um treinamento efetivo em ouvir. A cultura ensina e os esclarecidos produzem. Vocês não podem conseguir criar se, ao mesmo tempo, estão totalmente voltados ao processo de absorver tudo à sua volta. Considerem a possibilidade de vocês poderem reduzir ou eliminar algumas das absorções que distraiam - tais como TV, telefones celulares - e os substituam por momentos de contemplação. Este gênero de informação é ampla, sem expectativas, não linear ou orientada pelo tempo.

5 - Liberem as expectativas. Quando vocês esperam um milagre, ou fazem exigências artificiais de quando este se deve apresentar, vocês estão fazendo do seu próprio jeito. Algumas vezes em uma crise, por exemplo, vocês podem sentir que somente um milagre resolverá um dilema. Vocês podem, sem dar-se conta, ligar esta idéia a expectativas de que tipo de milagre precisa ocorrer. Algumas vezes tudo o que é necessário é despertar para ver uma situação sob uma nova abordagem. Uma vez que façam isto, isto é o seu milagre.

6 - Considerem o que vocês realmente acreditam, ao nível do seu DNA, sobre os milagres. Coloquem a sua energia para descobrir quais crenças limitantes relacionadas aos milagres residem em seu subconsciente. Erradiquem-nas em sua fonte, de modo que possam mudar a sua experiência com os milagres. Lembrem-se de que vocês podem acreditar que os milagres são possíveis, mas podem acreditar também que eles somente acontecem por meio de santos ou outros seres sagrados.

7 - Reconheçam os milagres que vocês vêem no mundo. Reservem um tempo ocasionalmente para refletir nos muitos milagres que ocorrem globalmente, para outras pessoas e para vocês pessoalmente. Focalizem-se no Bem que os ajudará a trazer mais energias positivas à manifestação. Lembrem-se de que vocês têm uma escolha a cada momento, em relação a onde focalizar a sua atenção. Quando vocês vêem as notícias da noite, vocês provavelmente ouvem sobre ocorrências de tristeza e escuridão. Carros-bomba, inundações, suicídios, tragédias de todo gênero fazem as manchetes. Dependendo de onde vocês vivam, vocês podem absorver também notícias de trivialidades, sobre casos de pseudo-amor ou infortúnios, relativos a celebridades. A maior parte dos milagres não faz as manchetes. Vocês precisarão estar despertos para percebê-los. Em um nível pessoal, vocês somente estarão conscientes de uma parte dos milagres que experienciam. Se vocês quiserem saber sobre mais sobre os seus próprios milagres, coloquem a sua intenção para notá-los, quando eles ocorrerem. Quando vocês tiverem esses momentos de dúvida sobre a sua habilidade em experienciar milagres, consultem o seu coração e peçam para serem lembrados ao menos de um milagre associado a uma sua experiência pessoal. Quando vocês fizerem isto, estejam abertos a qualquer resposta que recebam. Estejam dispostos, por exemplo, a receber o conhecimento de que vocês são um milagre!

8 - Sejam gratos. Quando vocês se tornam mais e mais gratos, abrem a porta para energias positivas que podem se traduzir em milagres. Nada lhes custa ser grato. Algumas vezes, especialmente quando estão estressados ou se sentem desafiados, incorporar a gratidão pode envolver alguma criatividade. É útil em momentos como estes estarem atentos em permanecer no momento presente e focalizar-se no aspecto positivo da sua situação. Se vocês forem criativos e olharem profundamente, poderão sempre encontrar a luz. Focalizar-se na luz sempre os leva a compreender algo pelo qual possam ser gratos neste momento.

9 - Lembrem-se de que vocês são um ser eterno Divino. Tenham isso em mente sempre, especialmente durante os momentos em que circunstâncias externas desafiadoras os levarem a se sentir pequenos e desamparados. Quando vocês acessam os milagres, estão se conectando com a Força Criadora Divina que reside em todas as coisas vivas. Ela reside em vocês, também. Perdoem-se por moverem-se para o esquecimento sobre quem vocês realmente são. Procurem regularmente lembranças que os ajudem a se exercitarem em reconhecer a sua natureza Divina e o cenário maior da sua existência. Ao fazer isso, lembrem-se de ser humildes sobre as dádivas recebidas e sobre o que podem fazer com elas. Os sábios abandonam a necessidade de impressionar outros com os seus milagres. Eles simplesmente deixem as suas vidas e as suas ações servirem como um exemplo inspirador para outros. É deste modo que se expande a consciência milagrosa.

Enquanto vocês continuam a jornada da redescoberta de sua natureza Divina, nós os envolvemos com o nosso amor e bênçãos.

Nós somos O Conselho dos 12, por Selácia (enviado por Ada)

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Arquétipos Femininos I - A Donzela


Arquétipos são imagens projetadas pelo inconsciente coletivo da humanidade – ao longo de toda a história humana – em nossas mentes, sentimentos e comportamentos, marcando padrões típicos de ação e regeneração. São fortes símbolos religiosos, personagens heróicos ou santos, deuses e deusas mitológicos, etc.

Ao se estudar a psique da mulher, os arquétipos femininos nos ajudam a perceber e clarificar aspectos e padrões em nossa história pessoal, nos alertando sobre os aspectos negativos que carregamos; bem como oferecendo um modelo regenerador, capaz de nos tirar da ferida e nos levar aos aspectos positivos que carregamos latentes na alma.

Neste trabalho os arquétipos femininos se sucedem em ciclos, complementando-se uns aos outros, buscando servir como modelos que nos levem a compreensão e integridade em nossas vidas pessoais.

A Donzela representa o aspecto da jovem em processo de amadurecimento, aquela que carrega a inocência vinda da infância, o desejo da aventura no descobrimento da vida, o desejo do amor romântico, e a que revela espontaneidade, curiosidade, vivacidade e alegria. Em seu aspecto positivo, a donzela necessita da orientação de uma mãe exterior/interior madura e capaz de alertá-la sobre os perigos da vida, sem superprotegê-la ou mimá-la.

A Donzela cai em perigo e degeneração quando possui uma mãe exterior/interior, imatura, ausente ou permissiva, que, incapaz de orientá-la corretamente, deixa-a ceder às armadilhas da vida. O resultado infeliz é muitas vezes a desqualificação, a prostituição e a degeneração das energias positivas da donzela.

No livro Mulheres que Correm com os Lobos, a autora exemplifica a donzela inexperiente no conto do Barba Azul, quando uma jovem cede à sedução de um homem suspeito, desposando-o com o aval de sua mãe imatura. A jovem descobre o terrível segredo que seu marido guarda – o assassínio de suas outras esposas – e com a ajuda de suas irmãs mais velhas – o aspecto do feminino alerta e saudável –, e a ajuda de seus irmãos – seu ânimus – mata o homem perigoso.

Na vida real temos o exemplo trágico, entre milhares de outros, da jovem de quinze anos em São Paulo, que namorava um rapaz ciumento e desequilibrado com o apoio da mãe fraca, ela mesma casada com um assassino de aluguel, que já havia assassinado a primeira esposa. O final é a morte da jovem pelo namorado, depois de um seqüestro de quase três dias, em que a família e a polícia foram ineficientes na dissolução das idéias tirânicas do rapaz.

No filme Tess, de Roman Polanski, assistimos ao drama de uma jovem a quem o destino não reserva uma alternativa de saída aos perigos da vida. Tess está sempre só e seu final é também trágico.

A donzela, e também a criança, representam a pureza virginal, a inocência, o momento anterior ao pecado original onde não há ainda a escolha pelo bem ou pelo mal – consciência e livre arbítrio. Na antiguidade jovens e crianças eram escolhidos para sacrifícios humanos, a jovem para sacerdotiza e mantenedora dos templos, e mesmo para ser a prostituta sagrada – papel este que já indica sua degeneração.

A donzela também é fonte do desejo e ambição do mundo das sombras, o anjo decaído arquetípico que carregamos em nós. Ao possuir e corromper a alma pura da donzela, o mal toma sua energia vital, sua pureza, sua luz, seu destino divino. É assim nas lendas vampirescas; mas esta é uma história cada vez mais vista nos jornais da TV, crianças e jovens são assassinados ou violentados fria e cruelmente por criminosos, ou mesmo pelos namorados, pais e mães, padrastos e madrastas... O mal toma a frente quando a mente e o coração não estão elucidados, a vítima é sempre o inocente.

No amor a donzela sonha com um príncipe encantado, capaz de completá-la e fazê-la feliz por toda a vida. Este é um sonho distante da realidade, e a donzela precisará amadurecer e entrar em contato com os outros aspectos seus, para encontrar a completude e a integridade em si mesma, atraindo um homem igualmente maduro.

O modelo regenerador arquetípico para a donzela caída é o encontro com a Grande Mãe, com Gaia, aquela que ama, nutre e cuida; ganhando a autoconfiança em si mesma e na mãe interior, num modelo de força e afirmação, capaz de curar as feridas internas. A mulher que carrega a donzela ferida dentro de si, precisará buscar o apoio e exemplo das mulheres fortes, e sair do estado de vitimização, para lamber suas próprias feridas e curá-las.

Cada etapa da vida é também a oportunidade de sair de um estágio de dor ou estagnação, para um novo estágio de consciência, onde transformamos as lágrimas em sabedoria, através da compreensão, da compaixão e do perdão, por nós mesmos e por aqueles que talvez tenham nos feito mal.

O destino da donzela não é a vida casta das freiras e sacerdotizas, nem tampouco é a vida degradada das jovens corrompidas. Seu destino é desenvolver todos os aspectos do feminino, é caminhar por todos os arquétipos positivamente. Em Mulheres que Correm com os Lobos, outros contos nos falam da trajetória da donzela, como em: Vasalisa, a sabida e A donzela sem mãos.

próximo aquétipo feminino: A Mulher Amante
Related Posts with Thumbnails