quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Soneto do amor ao próximo

De Geraldo Eustáquio de Souza.

Hoje eu olharei as pessoas simplesmente como pessoas,
sem nenhum julgamento ou opinião,
que me faça rotular quem são as más, quem são as boas,
e me leve a agir com base nesta tola conclusão.

Hoje eu olharei as pessoas simplesmente como espelhos,
onde eu vejo refletidas minhas fraquezas e virtudes,
de tal forma que minhas críticas e conselhos
sirvam antes para que eu próprio mude minhas atitudes.

Hoje eu olharei as pessoas com aceitação total,
sem formalismos solenes ou distância social,
sem condenar seus defeitos ou zombar de suas limitações.

Mas respeitando seus direitos, crenças e aspirações,
acolhendo o que cada um é, do jeito que cada um for.
Hoje eu olharei as pessoas simplesmente com amor!

enviado por Leise

2 comentários:

Simone Anjos disse...

Querida amiga,
Que texto maravilhoso! Que todos nós possamos olhar as pessoas com amor.
Obrigada pela visita e carinho.
Lá no Toque o seu blog está entre os iluminados, pois nos transmite sempre coisas boas e luz.
Beijos na sua linda alma,

Patrícia Melo disse...

Tem um selo para você em meu blog, espero que goste. Um abraço, namastê.

Related Posts with Thumbnails