domingo, 6 de fevereiro de 2011

Abraços que curam

Abraços verdadeiros são bênçãos. Abraços unem os corações num gesto de aceitação, apoio, acolhimento, reconhecimento, integração, compaixão e empatia. Todos nós precisamos de nos sentir aceitos, reconhecidos e integrados.

Abraços transmitem calor, força, suavidade e amor. É uma troca genuína de energia entre duas ou mais pessoas; quem tem para dar, doa, quem tem para receber, recebe. Quando crianças ganhamos abraços, mas crescemos e muitas vezes carecemos deles. Muitas pessoas receberam muito pouco carinho na vida, e poucos abraços. Pessoas idosas e crianças, mais que todas, precisam ser alimentadas com abraços. Os abraços nutrem a alma, nos lembram de que somos humanos e que está na natureza humana apoiarmos uns aos outros.

Em um abraço podemos entregar nossas dores, os pesos que carregamos, nossas aflições, nossas dúvidas, nossos anseios, e nos tornar mais leves e esperançosos. Em um abraço somos todos irmãos, e isto é de fato uma verdade.

O que não nos damos conta é que por vezes o abraço que vem do coração, sem nenhuma segunda intenção pode mesmo produzir um milagre. Mas é verdade, Amma, uma indiana que descobriu quando menina que sua missão era abraçar as pessoas, sabe disso. Ela percorre o mundo abraçando centenas de pessoas diariamente, transmitindo seu amor pela humanidade. Ela também mantém uma Fundação, que ajuda a necessitados, hospitais e às vítimas de catástrofes em todo mundo.

Um dia eu recebi um milagre em um abraço, levei vários anos até compreender como aquilo foi possível, pois temos dificuldade em reconhecer que milagres existem, e que são fatos naturais da vida, principalmente da vida desperta e do coração amoroso. Eu me encontrava em um estado de embotamento emocional, a vida havia perdido seu encanto, e eu me perguntava se havia cura e onde a encontraria. Pois em um curso, um jovem me abraçou, em seu abraço senti calor, e senti-me respeitada, aceita, cuidada. Naquele abraço pude me entregar sem medo, e senti que todos os meus sentidos começavam a acordar. Daquele instante em diante a vida adquiriu todas as suas cores e toda beleza para que eu pudesse desfrutá-la!

Foi um simples abraço, de alguém que mal me conhecia, mas que sem saber foi instrumento de um milagre! Os milagres não acontecem por conta de nossa vontade, eles ocorrem quando há entrega e confiança, quando há amor desinteressado e incondicional. Para que os milagres ocorram é preciso que estejamos abertos e amorosos para sermos canais de uma ordem superior que vela por nós. Os milagres existem para encurtar o tempo de nosso progresso e nossa cura, existem para nós e ocorrem através de nós.

Por isso, para você também meu melhor e mais afetuoso abraço, e uma poesia!




Abraços
De meu coração nascem braços,
Braços fortes, ansiosos,
Que procuram, mãos, outros braços,
Que tão fortes como os meus,
Se enlaçam...

E assim, abraçados,
De mãos apertadas,
Dedos entrelaçados,
Somos todos um,
Milhares de afetos...

Como teia invisível e luminosa,
Como rede no rio da vida,
A pescar outros seres,
Noutros mares, noutros tempos,
No infinito dos céus...

Somos então só luz,
Luz que se faz em nossos corações,
Luz que desperta em nosso corpo,
Novas emoções,

Luz que é fogo e prazer...
Pois a vida busca se realizar,
E agora somos luz encarnada,
Eternamente a queimar...

Um comentário:

Unknown disse...

Amei o seu texto! Senti exatamente isso hoje, um abraço que me curou e me fez enxergar a vida de outra maneira. Parabéns.

Related Posts with Thumbnails