quarta-feira, 4 de maio de 2011

Conversa, por Osho



"Se você não sentir vontade de conversar, não converse – não diga uma única palavra que não esteja vindo espontaneamente de você. Não se preocupe se as pessoas acharem que você está ficando maluco. Aceite isso. Se elas acharem que você ficou mudo, aceite isso e desfrute sua mudez!

O problema real é com as pessoas que falam continuamente e não sabem o que estão dizendo nem por quê. Elas continuam a falar porque não podem parar. Mas, se você ficar um pouco consciente de toda a tolice e do problema que se passa na mente, se você ficar consciente de que não existe nada para dizer, de que tudo parece trivial, então você hesitará.

No início parecerá que você está perdendo a capacidade de se comunicar – não é o caso.
Na verdade, as pessoas não conversam para se comunicar, mas para evitar a comunicação.
Logo você será capaz de realmente se comunicar.
Espere e não force.
Não se preocupe com o silêncio.

Você se preocupa, contudo, porque toda a sociedade se sustenta sobre a conversa, sobre a linguagem, e as pessoas muito eloqüentes se tornam muito poderosas na sociedade – líderes, eruditos, políticos, escritores.

Você fica com receio de estar perdendo o domínio da linguagem, mas não se preocupe.
O silêncio é o domínio da linguagem, não se preocupe.
O silêncio é o domínio de Deus, e, quando você souber o que é o silêncio, terá algo a falar.
Quando você entrar fundo em silêncio, pela primeira vez suas palavras carregarão significado.

Então elas não serão apenas palavras vazias, mas estarão repletas de algo do além. Elas têm uma poesia em si, uma dança; elas carregam consigo a graça que você traz em seu interior."

Enviado por Francisco Ulisses

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails