segunda-feira, 2 de maio de 2011

Lugares mágicos, Peru


Em todo planeta existem lugares que são simplesmente mágicos. Nestes lugares pessoas podem sentir a vibração de uma grande energia. Em geral são lugares junto a uma natureza deslumbrante, mas não necessariamente.

É fácil observar que a natureza é um elemento pródigo na realização de curas, e neste caso não estamos em um lugar tido como especial, mas um belo jardim, uma montanha, um lago, uma cascata, uma singela fonte. Da natureza são retiradas energias próprias para cura a alma e o corpo, e assim podem confirmar terapeutas e médicos que utilizam a beleza e força da natureza para promover a cura.

Mesmo eu, em meu jardim, comprovo esta verdade quase diariamente... Bendita e amada mãe natureza!

Mas também podemos sentir a forte energia que jorra de lugares especiais, seja numa bela praia, numa gruta, na Chapada dos Veadeiros, ou em vários outros cantos do planeta. Vivi esta experiência quando estive no Peru em janeiro de 2008. Foram oito dias de deslumbramento em Cuzco, no Vale Sagrado dos Incas, em Machu Pichu. Por onde eu andava, a sensação de estar diante do sagrado. Em volta, os Andes em montanhas azuladas revelavam sua beleza, no campo o colorido de uma colcha de retalhos marcava os pequenos sítios plantados...

Tudo luz, tudo beleza, tudo cor, esta exaltada no colorido das roupas e artesanato peruano. Por vezes deixei folhas e flores nos altares de pedra nua nos sítios arqueológicos. Quase podia sentir vibrar os rituais, ouvir a preces ancestrais. Tudo parecia vivo, tudo lembrava um outro tempo, um tempo de louvor à Terra, um tempo de gratidão aos deuses da natureza.

Embriagada nesta atmosfera mágica o tempo parecia parar, era um tempo mais lento, que lembrava a eternidade...

Na volta de Machu Pichu, no balanço monótono do trem, em minha tela mental um homem baixo e forte chegou. Vestido com roupas indígenas não deixava dúvida de que era um inca. Apresentou-se como Pacha Kutec, um imperador deste povo. Durante um bom tempo conversamos mentalmente, ele me contou muitas coisas e respondeu a todas as minhas perguntas. Entre outras coisas disse que foi um faraó no Egito, e que outros homens importantes desta antiga nação também encarnaram na América do Sul, com a missão de trazer progresso e justiça social. Disse também que agora trabalha junto com os Seres de Luz pelo progresso espiritual do povo latino americano.

Muitas outras coisas me falou, e este relato faz parte de um livro meu ainda não publicado, espero que um dia todos possam saber o que aprendi de Pacha Kutec. Depois ele se foi, e retornei a Cuzco. No Brasil apressei-me a pesquisar quem era Pacha Kutec, e para meu espanto descobri que ele foi o maior rei inca, aquele que unificou todo o povo e construiu um grande império, com estradas que cortavam grande parte da América do Sul. Os relatos das obras e realizações deste grande rei são impressionantes, bem como toda a organização da sociedade inca sob seu comando.

Mesmo que não tivesse vivido esta experiência com este ser desencarnado, ainda assim posso dizer que tudo neste lugar foi mágico. E a todos eu digo, vão ao Peru, ao Vale Sagrado dos Incas, a Cidade Perdida de Machu Pichu, viver, usufruir de sua beleza, de sua sacralidade, de sua história rica e genuína! Tomara que o tempo pare para vocês lá, e Pacha Kutec possa recebê-los com toda sua sabedoria ancestral!

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails