domingo, 4 de setembro de 2011

O Bhagavad Gita - A Canção Divina de Deus, tradução Wilmar

 
Por que te preocupas sem motivo? A quem temes, sem razão? Quem poderia te matar? A alma não nasce, nem morre. Qualquer coisa que aconteça, acontecerá para seu bem; o que está acontecendo, está acontecendo para o seu bem; o que vai acontecer, também acontecerá para o bem.
 
Não deves lamentar pelo passado. Não deves te preocupar com o futuro. O presente está acontecendo... Que perda te faz chorar? Que trouxestes contigo, e que achas que perdeste?
 
O que produzistes, o que achas que foi destruído? Não destes nada, não trouxestes nada contigo, qualquer coisa que possuas, recebestes aqui. Qualquer coisa que tomastes, foi tomada de Deus. Tudo o que seja que tenham te dado, Ele te deu, chegastes de mãos vazias, e voltarás de mãos vazias.
 
Tudo que tens hoje, pertencia a outra pessoa ontem, e pertencerá a outra no dia de amanhã. Erradamente desfrutastes da idéia que isso te pertence. É esta falsa felicidade a causa de seus sofrimentos.
 
A mudança é a lei do universo. O que tu consideras como morte, é, na realidade, a vida. Em qualquer momento tu podes ser um milionário e, no seguinte, podes cair em pobreza.
 
Teus e meus, grandes e pequenos, apagues essas idéias de tua mente. Então, tudo te pertencerá e todos serão donos. Esse corpo te pertence, também tu não és desse corpo. O corpo é feito de fogo, água, ar, terra e eter, e retornará para esses elementos. Mas a alma é permanente - então quem és tu?
 
Dediques teu ser a Deus. Ele é o único em quem se deve confiar. Aqueles que conhecem esta verdade são para sempre livres do medo, preocupação e dor. Aconteça o que acontecer, faças como uma oferta a Deus. Isso te levará a experimentar da alegria, da liberdade e da vida para sempre.

enviado por Izabel

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails