sexta-feira, 23 de março de 2012

Previsão Astrológica: março, abril e maio de 2012


 
“Somos prisioneiros no carrossel do tempo...”

Os meses de março, abril e maio serão mais ou menos como um carrossel do tempo acelerando a cada dia! Se vocês se lembram da experiência de andar num carrossel, quanto mais rápido o carrossel gira mais desafiador (e emocionante para algumas pessoas) se segurar. Além da força centrífuga nos lançando para fora do centro, também podemos imaginar os cavalinhos, subindo e descendo, subindo e descendo... divertido para crianças, talvez, mas não tão divertido assim quando o assunto for sua conta no banco, seu relacionamento e amizades e suas aspirações para o futuro. E o que é este “algo” que está criando, mantendo e aumentando a velocidade, porque, e quais serão os resultados?

A Astrologia vê esse “algo” como sendo a Inteligência Coletiva Universal (ICU), nada mais nada menos que Deus, o Criador, ou algum outro de seus milhares de nomes. Esta ICU está constantemente evol uindo e expandindo está dentro de cada um de nós. Conforme nos expandimos, crescemos e nos tornamos mais conscientes, nos tornamos como raios individuais de sol alcançando mais e mais longe dentro da infinita escuridão do espaço. Ao evoluirmos a ICU evolui, já que a ICU está evoluindo através de nós. E, assim como o universo físico está expandindo como um grande balão de ar quente, o mesmo acontece com nossa consciência; e rodas giram mais rápido conforme ficam maiores.

A astrologia também diz que a ICU é refletida na configuração estelar e planetária atual (assim como nossas próprias almas). Ela usa as várias constelações e padrões planetários como um guia para seus ciclos, dentro das quais este crescimento e evolução acontecem. Sendo assim, podemos ver que os meses de março, abril e maio vão dar continuidade e também aumentar a velocidade das mudanças evolucionárias para todos nós. O p ropósito principal por trás deste processo de aceleração assemelha-se muito ao exemplo do carrossel. Estamos liberando todos os escombros, o passado: as fraquezas e medos que estiveram nos segurando para trás durante vidas. Simplesmente não podemos mais segurar estas crenças velhas, relacionamentos e amizades, falsas fontes de segurança, mentiras e bobagens das quais nos convencemos. A velocidade e intensidade das mudanças pedem reações cada vez rápidas às novas exigências da vida. É tempo de se concentrar e apertar o passo... Não existe mais voltar ao passado, esperar que as coisas desacelerem de volta ao “normal” ou, pior ainda, tentar por o pé no chão e parar o giro do carrossel = ai, ai, ai!

O que a astrologia diz é que tudo isso em realidade é BOM para nós e vai auxiliar a nós, aos outros e ao planeta como um todo a sobreviver, florescer e prosperar nas décadas que virão. É como podar uma árvore, limpar a garagem, e perder uns q uilos extras: melhora as possibilidades para o futuro. Esta grande faxina é o momento de limpar nossa vida psíquica e emocional, nossas relações e nossa vida física e financeira também. A pressão vai nos apertar e esvaziar como a uma esponja que saiu do mar (salgado) e depois todos seremos mergulhados em águas doces, limpas e frescas de nascente para nos encharcarmos.

Sejamos, então, mais específicos. Ao longo destes meses (culminando em 22/23 de março e depois mais uma vez em 1/2 de maio) teremos que encarar alguns de nossos medos e características mais sombrias. Isto tudo para que possamos nos livrar o suficiente do nosso orgulho, vileza e “esperteza”, nos abrindo, assim, para ouvir uma sabedoria maior, uma verdade maior, uma realidade maior do que a pequena caixinha que nós, falsamente, achamos que daríamos conta de compreender nesta vida. Este é um período planejado pela ICU para nos fazer mais humildes, nos auxiliando, assim, a nos torna rmos conscientes de forças ainda maiores que trabalham tanto dentro do mundo como em lugares muito profundos em nós mesmos.

No começo de março novas e radicais informações/revelações que serão “soltas” para nós abrirão nossos olhos para muitas coisas que estiveram escondidas por eras de tempo no campo político, econômico e interno pessoal. É um momento de grande revelação, quando “choque e temor” levantarão os véus de nosso sono e nos despertarão não somente para a necessidade de AGIR, mas também para novas capacidades latentes dentro de nós que aumentarão nosso poder pessoal para mudar nossas vidas para melhor. Aqueles que não aproveitarem as oportunidades ou preferirem se esconder ficarão para trás, comendo poeira...

Em abril Plutão vai estacionar e retrogradar mais ou menos na mesma época em que Marte vira e segue direto (dias 10 e 13, respectivamente). Será uma época para destruir e remover aquilo (ou aqueles) que nos segurou para trás, ou para baixo, por tanto tempo. As muralhas de Jericó vão cair em forma de líderes, figuras decorativas e oficiais, instituições e indivíduos resistentes ao novo mundo. Já temos visto algumas sacolejadas de bancos e governos e isto vai continuar a acontecer. A economia global será espremida como uma esponja (diferente do que tem nos sido dito), enviando a classe média rapidamente para cima ou para baixo, por que esta é uma época de extremos, planejada pela ICU para nos despertar para os resultados de nossas ações passadas, tenham elas sido conscientes ou inconscientes.

A agitação continua em maio com o eclipse solar no dia 20 bem na cúspide de Touro/Gêmeos. Em meio a todo o caos, confusão e loucura ocorrendo ao longo desses meses as oportunidades a serem aproveitadas serão inúmeras. Também é uma época quando bravos novos heróis e heroínas surgem do anonimato mostrando novos caminhos rumo à liberdade. A grand e tríade Marte, Júpiter e Plutão – que estará presente na maior parte desses 3 meses – reflete a possibilidade de efetivar novas fontes de renda, segurança e poder pessoal. A quebra do velho está abrindo passagem para novos, originais e criativos impulsos de crescimento e amadurecimento, não somente na revolução sociocultural que já está sobre nós, mas também internamente em nossos próprios corações, almas e mentes.

O ponto principal desta mudança é o reequilíbrio entre as polaridades masculino/feminino. Isto acarretará numa reestruturação de nossos valores tanto pessoal como coletivamente. O feminino foi reprimido e dominado pelo masculino por tempo demais. É chegada a hora de valorizar SER tanto quanto FAZER, ALIVIAR tanto quanto PRESSIONAR, OUVIR tanto quanto CONVENCER, SENTIR tanto quanto PENSAR/AGIR, e UNIR tanto quanto SEPARAR. Nós conseguiremos ver as falhas nas velhas estruturas baseadas em formas pensamento obsoletas que exclu em ao invés de incluir, dominam ao invés de apoiar e julgam ao invés de amar. É a hora de nos esclarecermos a respeito de quem realmente somos e que tipo de mundo queremos criar.

Encorajo a todos a não serem enganados pela mídia que nos ilude a fazermos mudanças superficiais, mas a fazerem mudanças estruturais nas bases de seus estilos de vida. Quanto mais nossa maneira de vida for simples, natural e responsável, mais poderemos sobreviver e prosperar. O encontro de indivíduos em grupos de almas afins servirá para fortalecer nossas resoluções individuais e aliviar nossos músculos talvez doloridos por nosso empenho solitário de tentar criar esta mudança global.

Para terminar, não nos esqueçamos de que quanto mais perto do centro do carrossel você vai, menos a pressão, velocidade e força tendem a te tirar o equilíbrio. Este também é o momento de nos centrarmos em nosso potencial espiritual criativo e jogar fora crenças centrais l imitantes tais como crermos que precisamos disso ou daquilo, ou que fulano ou beltrano tem que nos prover com aquilo de que sentimos falta. Conforme assumirmos mais e mais responsabilidade por nossos sentimentos de alegria, tristeza, raiva ou sofrimento, nos tornaremos menos dependentes dos outros (parceiros, amigos, chefes, governos, instituições religiosas e corporações globais) para nos satisfazerem e falsamente nos fazerem felizes. Que vocês possam sempre conquistar cada centímetro de seus caminhos para o centro do carrossel, o núcleo de seus seres, e fonte de toda criação, não só nesses 3 meses, mas ao longo de todo o ano de 2012.

Tom Lescher

enviado por Ceiça Amorim

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails