quarta-feira, 23 de maio de 2012

Três temas, do livro Palavras de Poder





Eu só tenho um caminho Três temas comuns na visão (incrivelmente semelhante)

 das diversas tradições


ACEITAÇÃO E GRATIDÃO


“Se não tenho plena aceitação de mim mesmo, passo a vida procurando a 

felicidade fora de mim. A atitude que busco pode ser resumida numa frase: 
‘Entrego, confio, aceito e agradeço’”. Professor Hermógenes, um dos maiores 
difusores brasileiros da yoga

“Sabedoria é ter confiança, confiar que as coisas acontecem como têm que acontecer, 

confiar que, por trás de tudo, existe um movimento superior.” Roberto Otsu, professor 
de taoísmo

“Mesmo um evento que normalmente você diria ser uma tragédia pode ser um caminho 

de crescimento.” Susan e Donovan Thesenga, psicoterapeutas adeptos do Pathwork

“Uma crise pode ser um momento precioso, em que, por causa do sofrimento, sentimos 

uma ruptura em nossa percepção do mundo e surge uma busca espiritual mais 
profunda.” Dom Laurence Freeman, monge beneditino

“Não podemos culpar ninguém quando nos decepcionamos; nosso sofrimento vem 

de não aceitarmos que as coisas mudem, que elas não sejam do jeito que queremos.”
Lama Surya Das, budista

COMPAIXÃO

“Este é o propósito que devemos ter: eu não faço algo pelo outro porque ele vai 

me achar maravilhosa por isso, eu faço porque é bom fazer, porque é bom ajudar.” 
Monja Coen, zen budista

“O impulso do herói, e que deve ser o impulso de cada um de nós, não é a 

autogratificação, é o serviço ao outro.” Robert Walter, presidente da Joseph 
Campbell Foundation

“A caridade significa a materialização do conhecimento espiritual libertador, 

transformado em socorro ao próximo. É o caminho de iluminação das pessoas.” 
Divaldo Franco, médium

“A vida só acontece quando eu troco influências, quando me envolvo, plenamente, 

comigo mesmo e com o outro. Quem não se envolve não se desenvolve.” José 
Ângelo Gaiarsa,
psicoterapeuta

HUMILDADE

“Quando nos conhecemos de verdade, o outro pode pensar o que quiser sobre nós; 

não ficamos orgulhosos por causa de um elogio nem arrasados ao ouvir algo 
desagradável sobre nós.” Jean-Yves Leloup, padre ortodoxo

“Há duas regras para lidar com o estresse. Regra número 1: não se preocupar com 

ninharias. Regra número 2: tudo é ninharia.” Susan Andrews, astróloga

“A ‘doença do amanhã’ é o que nos mantém passivos. Passamos a vida deixando 

tudo para o outro dia. Mas será que vou estar vivo amanhã? É essencial nos 
lembrarmos de que a morte pode ocorrer a qualquer momento.” Artur Andrés, músico

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails