domingo, 17 de junho de 2012

Medo do poder


 
Muitas pessoas fogem de situações em que venham a exercer poder. Trata-se, aqui, do poder no sentido de expressão pessoal, de afirmação de nossa identidade no mundo e da exposição pública de nossos talentos e capacidades.


Para muitas pessoas, assumir uma posição de destaque é algo extremamente difícil, pois esta é uma situação em que a autoconfiança se torna um elemento essencial para que o exercício do poder não degenere.


O medo do poder, ou de expor-se ao mundo, tem como causa fundamental a insegurança e pode mascarar-se sob diversas formas como, por exemplo, a timidez, a falta de ambição, a modéstia. Estes são os argumentos mais utilizados por quem não quer colocar-se plenamente no mundo por não acreditar na própria capacidade. 


Muitas vezes a insegurança surge exatamente quando o poder é conquistado. Nesse caso, a pessoa luta para alcançar o poder, mas por não confiar plenamente em si, ao assumir uma posição de destaque passa a temer perdê-la e, por isso mesmo, a ver nos demais uma ameaça àquilo que conquistou. 


Por essa razão, algumas pessoas ao assumirem posições de mando comportam-se como verdadeiros tiranos, mantendo sua posição à custa da intimidação e da ameaça. Destratam e humilham os que lhe são subordinados e perseguem quem ousa contestar qualquer atitude sua.


Outro fator também relacionado é o medo de errar. Para quem não acredita em sua capacidade, a possibilidade de cometer um erro não é apenas uma hipótese provável, mas a única que passam a considerar. E quanto maior o medo, mais rapidamente atraímos para nossa vida exatamente aquilo que tememos. 


A solução está no confronto destemido com aquilo que mais tememos, pois são as situações de confronto com nossos fantasmas e bloqueios interiores que nos levarão à libertação e ao fortalecimento de nossa autoconfiança, tornando-nos capazes de enfrentar qualquer desafio.


"Se você tem medo, você tem medo."


...O medo está lá. Aceite-o, se dê conta dele, aceite-o e não se preocupe a respeito. O que irá acontecer? Subitamente você vai sentir que ele desapareceu. E esta é a alquimia interior. Um problema desaparece se você o aceita. E um problema aumenta mais e mais em complexidade se você criar um conflito com ele.


Sim, o sofrimento está lá. E subitamente, o medo vem. Aceite-o. Ele está lá, e nada pode ser feito a respeito.E quando eu digo que nada pode ser feito a respeito, não pense que eu estou falando de pessimismo a você. Quando eu digo que nada pode ser feito a respeito eu estou lhe dando uma chave para dissolver aquilo.


O sofrimento está lá. Ele é parte da vida e parte do crescimento. Nada é mal a respeito dele. O sofrimento se torna mal apenas quando ele é simplesmente destrutivo e não é nada criativo. O sofrimento se torna mal apenas, e nada é ganho através disso. Mas eu estou dizendo a você, que o divino pode ser ganho através do sofrimento. Então ele se torna criativo. 


A escuridão é bela se a aurora vem dela rapidamente. A escuridão é perigosa se ela se torna interminável, se ela não leva a uma aurora, se ela simplesmente continua e continua. E você continua se movendo em círculos. Um círculo vicioso. E é isso que está acontecendo com você. Para escapar de um sofrimento, você cria outro. Então, para escapar do outro, outro. E isso vai indo e indo. 


E todos esses sofrimentos que você não viveu estão esperando por você. Você escapou. Mas você escapa de um sofrimento para o próximo. Porque uma mente que estava criando sofrimento, pode criar outro sofrimento. Então você pode escapar deste sofrimento para aquele. Mas o sofrimento estará lá. Porque o sofrimento é a força criativa. 


Aceite o sofrimento e o atravesse. Não escape. Isso é uma dimensão totalmente diferente para se trabalhar. O sofrimento está lá. Encontre-o. Atravesse-o. O medo esta presente. Aceite-o. Você irá tremer. Então trema. Porque criar uma fachada de que você não tem medo?" 


OSHO
enviado por Suraag

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails