terça-feira, 20 de agosto de 2013

A função especial (capítulo 25 - UCEM)

A graça de Deus descansa gentilmente em olhos que perdoam e todas as coisas para as quais eles olham falam de Deus a quem as contempla.

Ele é incapaz de ver qualquer mal; nada há no mundo para ser temido e pessoa alguma é diferente dele. E assim como ele as ama, do mesmo modo olha para si mesmo com amor e gentileza.

Ele não condenaria a si mesmo por seus equívocos assim como não quer amaldiçoar um outro. Não é um árbitro da vingança, nem alguém que pune pecados.

A benignidade do seu modo de ver repousa nele mesmo com toda a ternura que oferece aos outros.

Pois ele quer apenas curar e abençoar. E estando de acordo com o que Deus quer, tem o poder de curar e de abençoar todos aqueles que ele contempla com a graça de Deus sobre tudo o que vê.
...
O perdão é a única função que tem significado no tempo. É o meio que o Espírito Santo usa para traduzir o especialismo, de pecado em salvação.

O perdão é para todos. Mas quando ele está em todos está completo e todas as funções deste mundo estão completas com ele. Então o tempo não mais existe. Entretanto, enquanto ainda se está no tempo, há muito a se fazer. E cada um tem que fazer o que lhe cabe, pois todo o plano depende da parte de cada um.

Um Curso em Milagres

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails