quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

O Livro de Urântia



Este livro traz preciosas revelações sobre Deus, o Universo, nosso planeta e a vida de Jesus. Veja mais no site:

http://www.urantia.org.br

Como e Quando surgiu o Livro de Urântia?

Os primeiros contatos que os seres superiores realizaram com o grupo de Chicago tiveram início por volta de 1911 e se estenderam até 1934, quando o livro foi entregue. A técnica utilizada pelos seres superiores foi única e jamais revelada. Quase todas as informações que existem daquela época são não-oficiais. Entretanto, há pessoas que tentaram organizar essa história e alguns artigos e livros podem ser encontrados sobre a origem de O Livro de Urântia. Podem ser encontrados alguns desses artigos no site da UAB - Urântia Associação do Brasil.

Vale dizer que o mistério da sua origem não deve ser fator importante na verificação da sua verdade ou qualidade. Cada um deve julgá-lo pelo seu conteúdo e pelos frutos espirituais que ele produz na vida do homem. O livro tem surpreendente autoverificação e consistência histórico-filosófica. Todavia, em última análise, o espírito de Deus que habita o interior do homem é a realidade fundamental que nos ajuda a atestar sua mensagem.

Do que se trata O Livro de Urântia?

Este livro é uma revelação para o homem. De tempos em tempos a humanidade é presenteada com revelações divinas, que a ajudam a evoluir rumo à perfeição, e pelo que consta no livro houve cinco grandes revelações. O Livro de Urântia é a mais recente delas. Há uma gama enorme de assuntos tratados no livro: desde os mais elevados, como Deidade, Divindade, Trindade, suas coligações e manifestações; como também de temas menores como: geologia, história, cosmologia, evolução... O livro apresenta uma nova visão sobre ciência, filosofia e religião, sendo talvez a mais clara e concisa integração destes assuntos disponível para o homem moderno.

Isto é uma nova religião?

Não. O livro defende uma religião pessoal, individual; ensina que os homens devem buscar uma sintonia direta com Deus, independentes de sacerdotes, mestres, gurus ou qualquer outra forma de intermediação religiosa, seja humana ou institucional. O Livro de Urântia tem sido uma fonte de inspiração e conhecimento para muitos, entretanto, não surgiu até hoje nenhuma religião formal desses ensinamentos. Grupos de estudo, fundações, associações continuam surgindo, mas nenhuma dessas instituições é religiosa.

O que é Urântia?

Urântia é o nome deste planeta que conhecemos por Terra. A terceira parte do livro narra com detalhes toda a história do nosso mundo, e, de acordo com estas informações, ele recebeu esse nome há quase um bilhão de anos, época em que foi registrado nos arquivos do superuniverso. Daí vem o nome "O Livro de Urântia" que tem o mesmo significado de "O Livro da Terra".

Qual o grande objetivo dessa revelação?

É expandir a consciência cósmica e elevar a percepção espiritual do homem, preparando-o para as novas etapas deste caminho de evolução eterna, cada vez mais para cima e mais próximo de Deus. O livro é uma fonte de verdade, beleza e bondade que tem potencial para nutrir espiritualmente toda a humanidade durante os próximos mil anos.

Quem escreveu o Livro de Urântia?

O que temos conhecimento é que O Livro de Urântia foi escrito por seres superiores e que não há qualquer participação humana em seu conteúdo. Informações sobre seus autores estão dentro do próprio livro, entretanto não há muitos detalhes. O que sabemos é que um grupo de seres espirituais, proveniente da capital do superuniverso, foi designado para escrevê-lo e entregá-lo à raça humana. Esses seres entregaram a obra completa a um grupo de pessoas, em Chicago, EUA. Ao final de cada documento consta o nome do seu autor correspondente.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails