segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Tao Te Ching

Lao Tsé; Tao Te Ching - verso 81

As palavras verdadeiras não são agradáveis.
As palavras agradáveis não são verdadeiras.
O homem que fala muito não diz coisa de valor.
O homem de bem fala pouco e só palavras boas.
Inteligência não é sabedoria.
Sabedoria não é inteligência.
O Sábio não acumula posses.
O que possui, o dá para os demais.
Quanto mais dá aos outros, mais possui para si.
O Tao do céu beneficia sem prejudicar jamais.
O Tao do Sábio atua sem interferir jamais.

Tao Te Ching - Huberto Rohden (Ed. Martin Claret)

Comentários de Huberto Rohden: 

Neste último capítulo resume Lao-Tse, mais uma vez, a profunda filosofia de um homem cosmo-consciente. A sabedoria e felicidade não vêm das circunstâncias de fora, mas sim da substância de dentro. Civilização e progresso técnico não representam verdadeira cultura.

A finalidade do homem aqui na terra não consiste em alo-realizações, mas sim em auto-realização. A alo-realização de objetos pode servir de meio para a auto-realização do sujeito - mas não pode jamais substituí-la, nem ser um fim em si mesma , como é a auto-realização. É tão difícil para o sábio adquirir riquezas - como é difícil para o rico adquirir sabedoria.

enviado por Gabriel

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails