terça-feira, 24 de maio de 2016

Deus


Para mim Deus está em toda parte, é o perfume das flores, a brisa da tarde, o orvalho, a chuva, a luz do dia, o brilho das estrelas. Deus está em cada átomo, em todas as coisas. Mas gosto de pensar em Deus como um genial artista, que se diverte ao pintar o céu de cada dia, de cada hora, de cada tarde. Que se delicia ao espalhar pinceladas em delicadas cores: lilases, laranjas, rosas, azuis, amarelos, no pôr-do-sol de mais um dia... Mesmo quando do céu é cinza e frio, mesmo quando é plúmbeo, sei que um novo dia vai raiar, e que o sol virá, e com ele todas as cores que me inspiram, me fazem suspirar ante a beleza da vida. Diante desta beleza, sinto imenso amor, e no amor está Deus.

Olho para o céu, o lindo céu de meu país, de minha cidade. O céu azul límpido que me ilumina em minha jornada. Mais uma vez me sinto abençoada. Caminho na terra, pés firmes pela vida que é bela, inteira, feita de chão e poeira... Mas o céu me inspira em meus poemas, o céu me leva pela vida afora, a buscar os mistérios de amar, os mistérios de ser humana, mulher, e também filha de Deus Pai e Deus Mãe. Assim eu vou, em novas jornadas, em muitos aprendizados, em busca de muitos milagres que o universo realiza em minha vida.

O vento fresco da manhã sopra meu rosto, levanta meus cabelos, e eu sigo em frente. Há muito a fazer, pedaços de mim que ainda procuro, que ainda estou a curar. Mas a vida é bela, é cheia de luz, agora cheia de paz, repleta de Deus.

Ana Liliam

domingo, 22 de maio de 2016

HÁ DE SE CUIDAR DA AMIZADE E DO AMOR por Leonardo Boff




A amizade e o amor constituem as relações maiores e mais realizadores que o ser humano, homem e mulher, pode experimentar e desfrutar. Mesmo o místico mais ardente só consegue uma fusão com a divindade através do caminho do amor. No dizer de São João da Cruz, trata-se da experiência da “a amada(a alma) no Amado transformada”.

Há vasta literatura sobre estas duas experiências de base. Aqui restringimo-nos ao mínimo. A amizade é aquela relação que nasce de uma ignota afinidade, de uma simpatia de todo inexplicável, de uma proximidade afetuosa para com a outra pessoa. Entre os amigos e amigas se cria uma como que comunidade de destino. A amizade vive do desinteresse, da confiança e da lealdade. A amizade possui raízes tão profundas que, mesmo passados muitos anos, ao reencontrarem-se os amigos e amigas, os tempos se anulam e se reatam os laços e até se recordam da última conversa havida há muito tempo.

Cuidar da amizade é preocupar-se com a vida, as penas e as alegrias do amigo e da amiga. É oferecer-lhe um ombro quando a vulnerabilidade o visita e o desconsolo lhe oculta as estrelas-guias. É no sofrimento e no fracasso existencial, profissional ou amoroso que se comprovam os verdadeiros amigos e amigas. Eles são como uma torre fortíssima que defende o frágil castelo de nossas vidas peregrinas.

A relação mais profunda é a experiência do amor. Ela traz as mais felizes realizações ou as mais dolorosas frustrações. Nada é mais misterioso do que o amor. Ele vive do encontro entre duas pessoas que um dia cruzarem seus caminhos, se descobriram no olhar e na presença e viram nascer um sentimento de enamoramento, de atração, de vontade de estar junto até resolverem fundir as vidas, unir os destinos, compartir as fragilidades e as benquerenças da vida. Nada é comparável à felicidade de amar e de ser amado. E nada há de mais desalodor, nas palavras do poeta Ferreira Gullar, do que não poder dar amor a quem se ama.

Todos esses valores, por serem os mais preciosos, são também os mais frágeis porque mais expostos às contradições da humana existência.

Cada qual é portador de luz e de sombras, de histórias familiares e pessoais diferentes, cujas raízes alcançam arquétipos ancestrais, marcados por experiências bem sucedidas ou trágicas que deixaram marcas na memória genética de cada um.

O amor é uma arte combinatória de todos estes fatores, feita com sutileza que demanda capacidade de compreensão, de renúncia, de paciência e de perdão e, ao mesmo tempo, comporta o desfrute comum do encontro amoroso, da intimidade sexual, da entrega confiante de um ao outro. A experiência do amor serviu de base para entendermos a natureza de Deus: Ele é amor essencial e incondicional.

Mas o amor sozinho não basta. Por isso São Paulo em seu famoso hino ao amor, elenca os acólitos do amor sem os quais ele não consegue subsistir e irradiar. O amor tem que ser paciente, benigno, não ser ciumento, nem gabar-se, nem ensoberbecer-se, não procurar seus interesses, não se ressentir do mal…o amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta…o amor nunca se acaba (1Cor 13, 4-7). Cuidar destes acompanhantes do amor é fornecer o húmus necessário para que o amor seja sempre vivo e não morra pela indiferença. O que se opõe ao amor não é o ódio mas a indiferença.

Quanto mais alguém é capaz de uma entrega total, maior e mais forte é o amor. Tal entrega supõe extrema coragem, uma experiência de morte pois não retém nada para si e mergulha totalmente no outro. O homem possui especial dificuldade para esta atitude extrema, talvez pela herança de machismo, patriarcalismo e racionalismo de séculos que carrega dentro de si e que lhe limita a capacidade desta confiança extrema.

A mulher é mais radical: vai até o extremo da entrega no amor, sem resto e sem retenção. Por isso seu amor é mais pleno e realizador e, quando se frustra, a vida revela contornos de tragédia e de um vazio abissal.

O segredo maior para cuidar do amor reside no singelo cuidado da ternura. A ternura vive de gentileza, de pequenos gestos que revelam o carinho, de sacramentos tangíveis, como recolher uma concha na praia e levá-la à pessoa amada e dizer-lhe que, naquele momento, pensou carinhosamente nela.

Tais “banalidades” tem um peso maior que a mais preciosa joia. Assim como uma estrela não brilha sem uma atmosfera ao seu redor, da mesma forma, o amor não vive sem um aura de enternecimento, de afeto e de cuidado.

Amor e cuidado formam um casal inseparável. Se houver um divórcio entre eles, ou um ou outro morre de solidão. O amor e o cuidado constituem uma arte. Tudo o que cuidamos também amamos. E tudo o que amamos também cuidamos.

Tudo o que vive tem que ser alimentado e sustentado. O mesmo vale para o amor e para o cuidado. O amor e o cuidado se alimentam da afetuosa preocupação de um para com o outro. A dor e a alegria de um é a alegria e a dor do outro.

Para fortalecer a fragilidade natural do amor precisamos de Alguém maior, suave e amoroso, a quem sempre podemos invocar. Daí a importância dos que se amam, de reservarem algum tempo de abertura e de comunhão com esse Maior, cuja natureza é de amor, aquele amor, que segundo Dante Alignieri da Divina Comédia “move o céu e as outras estrelas” e nós acrescentamos: que comove os nossos corações.

Leonardo Boff é autor de O Cuidado necessário, Vozes 2012.









sábado, 21 de maio de 2016

Arcanjo Miguel – Sejam o Amor que vocês vieram ser –


Canalizada por Leslie-Anne Menzies

Bem-vindos ao mágico mês de maio. Maio é a energia da MÃE. Mãe Maria está envolvendo a todos em suas energias generosas. Gaia (Mãe Terra) está abençoando-os com as suas dádivas. É o momento de celebrar a MÃE, o Feminino Divino em TODOS. Reservem um tempo este mês para acolher tudo o que for mágico e místico relacionado aos cuidados maternais.

Maio também será de muita transição no Planeta Terra à medida que a intensidade da mudança e da transformação aumenta. Lembrem-se, meus queridos, até mesmo aqueles de vocês que estão se esforçando ou lamentando as mudanças não estariam aqui neste momento a menos que estivessem de acordo com o seu Eu Superior/Alma.

Este é o momento da maior transformação e limpeza para toda a humanidade e o Planeta Terra. Apenas as mais fortes das Almas fortes concordaram com este desdobramento.

VOCÊS, meus queridos, são exatamente estas almas que enfrentaram o desafio, sabendo que seria o mais poderoso dos tempos e aqui vocês estão.

O que está diante de vocês é o Maior dos Tempos e vocês são Aqueles que atenderão a cada um desses desafios, sabendo que cada experiência foi escolhida por vocês para o crescimento e evolução de sua Alma.

Deixem brilhar o seu AMOR e a sua LUZ muito intensamente, pois vocês serão reconhecidos como os Portadores da Luz que voltaram à Terra para purificar a escuridão que reina por eons.

Vocês estão começando a sentir mais este acesso ao poder e começando a reconhecer a chamada de sua Alma, mais a cada novo dia. Isso com o que vocês concordaram está-se revelando diante de seus olhos muito rapidamente agora. Vocês estão testemunhando a VERDADE das Eras, fluindo dos muitos indivíduos à medida que mais pessoas estão agora escutando, enquanto finalmente despertam para a maravilha desta Nova Terra.

Mais VERDADES serão liberadas durante maio e serão elucidadas com tal fluidez, que aqueles que ainda estão adormecidos, serão despertados bem rapidamente. Não há mais tempo para o DESCONHECIDO.

Chegou a hora de acolher plenamente essas VERDADES, mas, o mais importante, é o momento de cada Alma individual acolher a própria VERDADE – permitir aos Aspectos Superiores de suas Almas fazer o reconhecimento do seu compromisso com estes tempos, de modo que vocês possam despertar plenamente também.

A magia de maio fluirá verdadeiramente em sucessão tão rápida que os seus companheiros, que até agora estavam adormecidos, despertarão – olhos arregalados e identificando o chamado da própria Alma.

Vocês, meus queridos, que leem e compartilham estas palavras, são Aqueles para quem eles se voltarão por ajuda, conforme eles despertam do seu período de amnésia.

O véu está muito fino agora, Céu e Terra estão trabalhando juntos para fazer com que a realidade deste momento flua.

Vocês são os arquitetos da Nova Terra e vão aumentar mais uma vez, à medida que sentirem as dádivas do Amor da Mãe ao seu redor, acolhendo-os no Amor da Energia Maternal e tudo o que isso implica.

Meus queridos, o mês de maio será primordial de muitas maneiras, e vocês são Aqueles que orquestram essas mudanças.

Tomem as mãos uns dos outros, cuidem dos corações uns dos outros e permitam que o Feminino Divino os envolva das mais gloriosas maneiras.

Invoquem a Mãe Maria, invoquem Gaia, sejam a incorporação do Amor Materno para si mesmos e permitam que essa energia combinada flua para TODA a humanidade.

Sejam o AMOR QUE VOCÊS VIERAM SER.

Maio certamente será um mês da Grande Mudança e da Grande Transição – benéficas a TODOS.

Mantenham o AMOR EM SEU CORAÇÃO POR AQUELE QUE VÃO/DEVEM DESPERTAR. Vocês são Aqueles que eles tentarão alcançar – sejam este Farol Iluminado que vocês vieram ser.

Vocês são amados imensuravelmente, meus queridos, enquanto começamos outra aventura adiante, deixem-nos segurar suas mãos e trilhar o Caminho do grande AMOR, com o compromisso que vocês enviaram antes mesmo de pisarem no Planeta Terra.

O momento é para se lembrar de VOCÊS, meus queridos, e de tudo o que concordaram em criar neste período de transição – Céu e Terra são UM, meus queridos, e assim é.

Bênçãos,

EU SOU ARCANJO MIGUEL.

Direitos Autorais:

Fonte – leslie-anne@angelstoinspire.com.auwww.angelstoinspire.com.au

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavaiwordpress.com

sexta-feira, 20 de maio de 2016

A dança da vida


André Luiz, uma psicografia de Chico Xavier 

Quando uma porta se fecha, outra se abre; quando um caminho termina, outro começa... nada é estático no Universo, tudo se move sem parar e tudo se transforma sempre para melhor.
Habitue-se a pensar desta forma: tudo que chega é bom, tudo que parte também. É a dança da vida... dance-a da forma como ela se apresentar, sem apego ou resistência.

Não se apavore com as doenças... elas são despertadores, têm a missão de nos acordar. De outra forma permaneceríamos distraídos com as seduções do mundo material, esquecidos do que viemos fazer neste planeta. O Universo nos mandou aqui para coisas mais importantes do que comer, dormir, pagar contas....

Viemos para realizar o Divino em nós. Toda inércia é um desserviço à obra Divina. Há um mundo a ser transformado, seu papel é contribuir para deixa-lo melhor do que você o encontrou. Recursos para isso você tem, só falta a vontade de servir a Deus servindo aos homens.

Não diga que as pessoas são difíceis e que convivência entre seres humanos é impossível. Todos estão se esforçando para cumprir bem a missão que lhes foi confiada. Se você já anda mais firme, tenha paciência com os seus companheiros de jornada. Embora os caminhos sejam diferentes estamos todos seguindo na mesma direção, em busca da mesma luz.

E sempre que a impaciência ameaçar a sua boa vontade com o caminhar de um semelhante, faça o exercício da compaixão. Ele vai ajudá-lo a perceber que na verdade ninguém está atrapalhando o seu caminho nem querendo lhe fazer nenhum mal, está apenas tentando ser feliz, assim como você.

Quando nos colocamos no lugar do outro, algo muito mágico acontece dentro de nós: o coração se abre, a generosidade se instala dentro dele e nasce a partir daí uma enorme compreensão acerca do propósito maior da existência, que é a prática do AMOR. Quando olhamos uma pessoa com os olhos do coração, percebemos o parentesco de nossas almas.

Somos uma só energia, juntos formamos um imenso tecido de luz. Não existem as distâncias físicas. A Física Quântica já provou que é tudo uma ilusão. Estamos interligados por fios invisíveis que nos conectam ao Criador da Vida. A minha tristeza contamina o bem-estar do meu vizinho, assim como a minha alegria entusiasma alguém do outro lado do mundo. É impossível ferir alguém sem ser ferido também, lembre-se disso.

O exercício diário da compaixão faz de nós seres humanos de primeira classe.

Related Posts with Thumbnails